Há 16 anos decidimos formar dupla para cantar em shows, festivais e, principalmente, eventos temáticos, institucionais e de classe” – assim nasceu a dupla de repentistas formada por Chico de Assis, do Rio Grande do Norte, e o brasiliense João Santana.

Chico de Assis já cantava em eventos diversos em Brasília e vários estados brasileiros, mas faltava um repentista com perfil exato para acompanhá-lo nos eventos temáticos. Foi quando surgiram os rumores do brasiliense que chamava a atenção dos nordestinos. Os dois foram apresentados e, desde então, o diferencial da dupla se afirma no País e até no exterior.

Breve Histórico

 

A dupla de repentistas, com 16 anos de atuação:

Em seus 2 CDs, “Repente na Capital” e “Cantando as Coisas da Vida”, une a poesia do repente, os ritmos do coco, xote e xaxado, os acordes do forró e a dolência da canção em uma abordagem eclética de temas;

Representou o Repente brasileiro no “XX Festival de Romerías de Mayo” em Holguín, Cuba (2013), onde realizou diversas apresentações e palestras;

Recebeu o prêmio de melhor dupla na modalidade Desafio na 2ª Edição do Festival Nacional de Viola – Voa Viola, em 2012, entre violeiros de vários estilos e regiões do País, ocasião em que também foi classificada em 3º Lugar geral por júri popular.

Cantou em incontáveis eventos temáticos, dentre os quais, nas solenidades de abertura: 3ª Conferência Nacional de Saúde do trabalhador, Brasília; Seminário Preparatório para a 3ª Conferência Nacional de Saúde do trabalhador, São Paulo; 27ª Feira do Livro em Brasília; Homenagem ao Poeta Thiago de Mello, no Museu Nacional, Brasília; I Conferência Distrital de Aqüicultura e Pesca – Embrapa, Brasília; e Homenagens a Patativa do Assaré e Paulo Nunes Batista, na Biblioteca Demonstrativa de Brasília. Também realizou apresentações temáticas para pessoas físicas e entidades como FNDE, WWF, Conselho Federal de Medicina, Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal, SENAI, OPAS, Smaff Automóveis, associações, sindicatos e outros;

Fez diversas viagens ao Nordeste (PI, CE, RN, PB e PE), Goiás e São Paulo, onde participou de encontros de cultura popular, festivais de repentistas, realizou inúmeras cantorias e foi entrevistada e cantou várias vezes em programas de rádio e televisão;

No projeto “Speculum Brasilis – fusão entre a música eletroacústica e gêneros tradicionais da música brasileira” (2005) do renomado maestro Jorge Antunes, a dupla participou de aplaudidas apresentações no CCBB do Rio de Janeiro e na Sala Martins Pena em Brasília;

 

♦ Teatro, Cinema, Televisão e Rádio

Participou (incluindo os cargos de direção musical, atores, adaptadores de texto e cantadores) da peça “Farsa da Boa Preguiça”, de Ariano Suassuna, dirigida por Núbia Santana, com o grupo Engenho de Arte em 2004, 2005 e 2006, nas salas Plínio Marcus e Martins Pena;

Participou na função de ator/repentista no curta metragem “Alastrado”, de direção da atriz e cineasta pernambucana Núbia Santana;

É autora das estrofes da animação “O Lobisomem e o Coronel” de Ítalo Cajueiro e Élvis Kleber;

Descreve Brasília em repentes no filme “Brasília Minha” de Carolina Venturelli e Erwan Massiot;

Figura no documentário “Sob o Signo da Poesia” de Neto Borges;

Participa com narrativa em repentes do filme “Coisas da Vida” de Munir Maasri;

Compõe a série especial de 40 anos da TV Globo Brasília, como compositora e intérprete de canção em homenagem à emissora e à Cidade.

Em 2011, no interprograma “Brasilidade” da TV Câmara, canta e discorre sobre a Arte do Repente;

Participou do Programa Refrão (nov/2013) e de edição especial do programa “Brasil Eleitor”, TV Justiça em 2011, discorrendo em versos sobre o voto e a cidadania;

Compôs a Chamada do Programa “Participação Popular”, TV Câmara (2013);

TV Brasil Internacional: Programa “Brasileiros no Mundo” e interprogramas – repentes diversos;

Série “Cordel Ortográfico”, TV Brasil (2010) – versos ao som da viola;

Participou de diversos programas e reportagens em cadeia local e nacional em emissoras como a Rede Globo, TV Brasil, TV Câmara, TV Justiça, TV Legislativa, Rede Record, Rede Bandeirantes, TV Comunitária, TV Tambaú e TV União Natal;

Fulgurou em edição especial da Voz do Brasil em 2006, explicando aspectos da Literatura de Cordel e do Repente e cantando sobre o trabalho infantil;

Cantou e foi entrevistada em diversas emissoras, entre elas a Rádio Nacional AM e FM, Rádio Senado Ondas Curtas, Band News, Rádio Câmara, Rádio Cultura FM de Brasília, Rádio Alto Piranhas na Paraíba, Rádio Rural de Mossoró/RN e Rádio Tabira FM em Pernambuco;

Foi apresentadora do programa de rádio “Repente Brasília”, Rádio Cultura 100,9 FM, em 2011.

 

♦ Arte-Educação e Arte-Comunicação

É destaque no Projeto “Repente na Escola” (2004) que levou a Arte do Repente a mais de 20.000 alunos e servidores, abrangendo temas atuais, históricos e de interesse social em escolas públicas do DF e participou como repentista e instrutora de oficinas de projetos como “Literatura de Cordel e Xilogravura” (2010), “Culturas Integradas” (2009 e 2010), “Cantoria na Escola e Boi na Rua” (2008), “Cantoria nas Escolas” (2012);

Ministrou oficinas sobre Cordel, Repente e a sonoridade das palavras na alfabetização, para a formação de alfabetizadores do projeto “Todas as Letras”, vertente do projeto do MEC “Brasil Alfabetizado”, em 2005. É autora de inúmeros folhetos de literatura de cordel, dos quais 05 folhetos educativos publicados na área de Saúde do Trabalhador;

Participou como arte-comunicadora do programa “Plantão Saúde – Rede de Comunicadores pala Saúde”, transmitido em mais de 500 emissoras de rádio no Brasil, do “Programa de Implantação da Coleta Seletiva na Esplanada dos Ministérios – MDS”, da “Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT/CAESB”;

Chico de Assis é Licenciado em Artes Cênicas, com trabalho de graduação abordando o Teatro e a Literatura de Cordel, e já se apresentou na França e ministrou oficinas na Universidade de Dili, no Timor Leste.

♦ Meio Ambiente

A dupla se apresentou: na 1ª Edição do Festival Água no Terceiro Milênio no DF (2005) – Associação Novo Encanto; encontros e confraternizações da WWF Brasil; Formação de Professores em Educação Ambiental na Estação Ecológica de Águas Emendadas, DF – WWF e IBRAM; e I Conferência de Desenvolvimento Rural Solidário e Sustentável do DF – Secretaria de Agricultura;

Os poetas têm uma faixa de seu CD com temática ambiental usada em vídeos e slideshows de permacultura e conservação da biodiversidade e no CD coletânea Serra da Estrela (Novo Encanto);

João Santana trabalhou no Programa de Educação Ambiental e Ecologia Humana/UnB (2002 e 2003), onde usou a música e a poesia como ferramentas de conscientização; foi consultor em Arte-educação na elaboração do Projeto de Turismo Rural Pedagógico da Fazenda Velha – DF (2007); cantou e declamou poemas na 29ª Reunião Ordinária da ABEMA – Associação Brasileira das Entidades Estaduais de meio Ambiente, na Estação Ecológica de Águas Emendadas – DF e no 1º Encontro de Educadores Ambientais do DF; e foi organizador, palestrante e artista em diversos outros eventos ambientais.

Entre em contato conosco

Chico de Assis: +55 61 8115-9328

João Santana: +55 61 8232-2345

 

Seu nome

Seu e-mail

Assunto

Sua mensagem